Enem 2020 Adiado – veja como ficam as novas datas das provas

Enem 2020 Adiado – O Enem 2020 será adiado. A decisão foi divulgada há pouco e faz parte das medidas do governo federal para minimizar os efeitos da pandemia do coronavírus. A nova data do Enem 2020 ainda não foi divulgada e dependerá de uma enquete a ser realizada com quem fez a inscrição no Enem 2020.

Enquanto a data do Enem 2020 é adiada, o Inep, instituto responsável pela realização das provas Enem, não se manifestou a respeito de adiar o prazo final para a inscrição Enem 2020. O Enem digital já havia sido adiado, de outubro para o fim de novembro. Abaixo você tem mais informações sobre o adiamento do Enem 2020.

Publicidade

enem-2020-adiado

Enem 2020 Adiado – quais as novas datas?

As provas tradicionais do Enem 2020 haviam sido agendadas para os dias 1º e 8 de novembro, no primeiro e no segundo finais de semana de novembro. O adiamento é de 30 a 60 dias, de acordo com Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC).

Ainda não há uma data certa para a realização das provas do Enem. Para decidir essa questão, os candidatos que fizeram inscrição no Enem 2020 deverão responder uma enquete através da página do participante. A enquete será realizada em junho e também não tem data certa, ainda. Faça sua inscrição em nossa newsletter e fique sabendo das novidades a respeito.

Enem Digital – como fica?

O Enem Digital também será adiado, de acordo com o comunicado dessa tarde, apesar de já haver um adiamento. Sendo assim, não ficou muito claro se haverá um novo adiamento para as provas digitais do Enem 2020.

Publicidade

Adiamento Enem 2020 – por que foi adiado?

O governo federal adiou as provas do Enem 2020 porque as aulas presenciais foram suspensas pelas escolas. Essa medida pode prejudicar alunos que estão em preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio de 2020.

Para evitar que os candidatos sofram algum tipo de atrapalho para a preparação e realização do Enem 2020 é que essa medida foi adotada. A medida foi tomada logo que a questão do adiamento foi aprovada no Senado e havia sido encaminhada para Câmara dos Deputados.